Get Adobe Flash player

 

logo CNCP min

 CNCP

CONFEDERAÇÃO
NACIONAL
DOS
CAÇADORES
PORTUGUESES

 

   
   

SEDE ADMINISTRATIVA

Rua Dr. António Oliveira Cruz, 18

5340-238 Macedo de Cavaleiros

  

TELEFONE: 278426368

 

E-mail: info@cncp.pt

 

 

 

FILIADOS CNCP

 

FCEDM

FCEDM

facirc

FACIRC
fccpviseu FCCPVISEU
fcpbl FCPBL
   
fcpbi

FCPBI

   
federcaca FEDERCAÇA
   
fac FAC
   
logo fca00 FCA
   
 OESTECAÇA  OESTECAÇA

Próxima época venatória 2012-2013



No passado dia 4 de Janeiro de 2012, a Confederação Nacional do Caçadores Portugueses (CNCP), reuniu com o Sr. Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Eng. Daniel Campelo, e representantes do Ambiente, do ICNB, da AFN e outros parceiros do sector da caça, para discutir a problemática da CE (Key Concepts of Article 7 (4) of Directive 79/409/EEC – Period of Reproduction and Prenuptial Migration of Annez II Bird Species in the 27 EU Member States: Version October 2009) que por vontade do Sr.Secretário de Estado aconselhava que se vissem e corrigissem os períodos de sobreposição (ver anexo).
A CNCP perguntou ao Sr.Secretário de Estado se era seguro que o dia 15 de Agosto ia ser eliminado como feriado nacional, tendo ele respondido que sim.
Face a esta situação, a CNCP apresentou a proposta para que, a abertura às migradoras de Verão passa-se a fazer-se em conjunto, patos, rolas e pombos, no terceiro domingo de Agosto, permitindo uma abertura nacional em dia não laboral.
A CNCP defendeu que o calendário venatório deve ser plurianual por três épocas venatórias para que as entidades gestoras das zonas de caça possam fazer as suas programações com a antecedência necessária, se possível de um ano para o outro. Apresentou ainda uma proposta de correção sobre o encerramento dos tordos, pombo-torcaz e galinhola para 21 de Fevereiro.
Face à discrepância que se verifica a nível territorial do Algarve ao Minho e aos condicionalismos cinegéticos de determinadas regiões, a CNCP propôs que algumas situações de exploração cinegética possam ser diferenciadas por regiões cinegéticas, distritos ou concelhos, reconhecendo aquilo que é um facto evidente há muitos anos. Essas situações especiais devem ficar plasmadas na portaria do calendário venatório.
O Sr. Secretário de Estado informou os presentes que iria ouvir os restantes sectores que não estavam presentes e procuraria ter em consideração as propostas e conclusões desta reunião.