Get Adobe Flash player
 
 
  
 
 
 
 

Exposição: “A caça no coração do Parlamento Europeu”





Exposição: “A caça no coração do Parlamento Europeu”. 


 A primeira exposição sobre a caça e a conservação da natureza teve lugar de 4 a 8 de Outubro no Parlamento Europeu em Bruxelas e decorreu com muito sucesso. Organizada conjuntamente pela Presidente do Intergrupo para a Caça Sustentável do Parlamento Europeu, Véronique Mathieu, e a Federação das Associações de Caça e Conservação da Fauna Selvagem da União Europeia (FACE), a exposição reuniu um conjunto de participantes de uma diversidade única.


A exposição “Caça & Conservação da Natureza na Europa - O Homem e a Natureza!” acolheu stands de diferentes países europeus para ilustrar visualmente a ligação intrínseca entre a caça e a conservação da natureza através da Europa. (Ver notícia mais alargada em http://www.face.eu/PA-fr.htm)


O Sr. Deputado Capoulas Santos, na qualidade de Vice-presidente do Inter-Grupo para a Caça Sustentável, proporcionou a ida da Confederação Nacional dos Caçadores Portugueses (CNCP), como representante portuguesa na FACE, e a ter presente nesta exposição um stand a fazer-se representar por três membros da organização. Este convite foi extensível a outras Organizações do Sector da Caça (OSC), à imprensa, rádio e televisão, e ainda algumas pessoas ligadas ao sector.
 

No dia 6 de Outubro decorreu um cocktail para mais de 300 convidados onde usaram da palavra, entre outros, a deputada ao Parlamento Europeu e Presidente do Inter-Grupo para a Caça Sustentável do P.E., Véronique Mathieu, o Vice-Presidente do Inter-Grupo para a Caça Sustentável e Eurodeputado, Luís Manuel Capoulas Santos, e alguns representantes das associações nacionais da caça na Europa. O número de presentes e a sua qualidade foram uma demonstração inequívoca da interligação da caça com a conservação da natureza.
 

O Sr. Deputado ao Parlamento Europeu e Vice-Presidente do Inter-Grupo para a Caça Sustentável, Capoulas Santos (PS), tudo fez para que a comitiva dos seus convidados portugueses se sentissem em casa, com uma recepção condigna, à qual expressamos os nossos votos de agradecimento.